E.S.S.E Mundo Digital: IV Seminário Internacional do Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação

24 de abril de 2019

Logo Evento Curitiba com fundo preto

A proposta do IV Seminário Internacional do Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação por Crianças e Adolescentes/Jovens e Adultos – E.S.S.E Mundo Digital, IV Seminário Nacional de Tecnologia e Dignidade Humana, como evolução das três primeiras edições nas duas esferas, internacional e nacional, é justamente ampliar e fortalecer o debate social sobre os impactos humanos e sociais do uso das tecnologias de informação e comunicação em relação aos Eixos Temáticos: Ética, Segurança, Saúde, Educação. Também, instigar a promoção de estudos no ambiente acadêmico e científico sobre as implicações humanas do uso das tecnologias por crianças, adolescentes, jovens e adultos, bem como o planejamento, execução e avaliação de Políticas Públicas para Proteção Humana na Era Digital.

JUSTIFICATIVA

O uso crescente de tecnologias de informação e comunicação (computadores, tablets, celulares,…) desafia a sociedade em buscar meios de torná-lo significativo e construtivo para o desenvolvimento humano.

A prática com estas tecnologias quando estabelecida com critérios rigorosos de qualidade e seletividade no conteúdo acessado e de delimitação coerente em tempo e forma de uso, certamemente agrega subsídios para a emancipação dos seus usuários. Quanto mais se for demarcada a partir do domínio estratégico, ao operar ‘sobre’ as tecnologias, superando a passividade acrítica, irrefletida e a apropriação meramente operacional.

Para o desenvolvimento do domínio estratégico no uso das tecnologias de informação e comunicação, faz-se necessário conhecer, analisar, refletir e prevenir os impactos humanos e sociais deste uso, por pessoas de todas as idades, em todos os aspectos: físicos, perceptivos, psicológicos, cognitivos, relacionais, de segurança, entre outros.

Mas, o que preocupa grande parte dos profissionais da saúde e da educação, professores e pediatras, é quando o usuário destas tecnologias são crianças e adolescentes que desconhecem ou ignoram os requisitos para o uso saudável, seguro e responsável das tecnologias e quando os seus pais e responsáveis estão na mesma condição. Não havendo limites, regras e padrões de uso amparado nos fundamentos da ergonomia física, cognitiva, organizacional e nem a práticas responsáveis que podem previnir os efeitos maléficos para a saúde física e mental, o processo de aprendizagem, as relações sociais e as questões de segurança humana, ao utilizá-las.

Riscos e efeitos prejudiciais podem ser produzidos com o uso inadequado das tecnologias de informação e comunicação, como: lesões por esforço repetitivo, problemas oculares e auditivos, dependência tecnológica, aliciamento-pedofilia online, cyberbullyng, selfie fatal, atropelamentos e acidentes devido ao uso indevido de dispositivos móveis no trânsito, entre outros efeitos.

Acesse a programação do evento por meio deste link.

Faça a sua inscrição aqui.