Brasil Marista e Centro de Defesa iniciam diagnóstico social sobre infâncias e juventudes migrantes de Boa Vista-RR

21 de novembro de 2018

Dando continuidade às ações do projeto Migração de crianças, adolescentes e jovens na Região fronteiriça da Amazônia, a União Marista do Brasil – UMBRASIL e o Centro Marista de Defesa da Infância estiveram presentes no município de Boa Vista-RR entre os dias 18 e 20 de novembro, para, em comunhão com a Comunidade Marista local, aprofundar o conhecimento da situação da migração de venezuelanos ao Brasil, especialmente a realidade das crianças e adolescentes.

Na oportunidade, foram realizadas entrevistas com especialistas, visitas técnicas a instituições de referência e abrigos de refugiados e solicitantes de refúgio, além de análises de percepção sobre a realidade desta crise humanitária, a fim de criar dados e argumentos para uma intervenção local. A proposta é contribuir com um projeto que atenda as crianças venezuelanas e brasileiras em situação de vulnerabilidade, por meio de parcerias com a Diocese de Roraima, a Paróquia Consolata e o Instituto Migração e Direitos Humanos – IMDH Solidário.

Segundo Francine Junqueira, Representante Institucional da UMBRASIL, esta ação se une a outras iniciativas do Brasil Marista como a interiorização e o programa de voluntariado, fazendo com que a missão evangelizadora de Marcelino Champagnat se concretize: “ Promover a vida e a evangelização por meio da educação, da solidariedade e da promoção e defesa dos direitos de crianças, adolescentes e jovens, contribuindo para uma sociedade justa e solidária nos diversos contextos e públicos, segundo o Carisma Marista”.

Para Bárbara Pimpão, gerente do Centro de Defesa, “como família global temos a oportunidade de contribuir por meio de projetos no fortalecimento das iniciativas em desenvolvimento pelas instituições e comunidade Marista. Nossa expectativa é que ao compartilharmos as metodologias desenvolvidas – como o Brincadiquê?, o Territoriar e a Campanha Defenda-se – adaptando-as aos diversos contextos, possamos contribuir para que as crianças e adolescentes encontrem espaços de escuta e acolhida observando sua condição peculiar de desenvolvimento e situação vivenciada”.

Entenda o Projeto

Em resposta aos questionamentos do Brasil Marista sobre “a situação de crianças migrantes na Região Amazônica”, e aos Apelos do Instituto dos Irmãos Maristas, que nos chamam a responder com audácia às necessidades emergentes e caminhar com as crianças e jovens marginalizados pela vida, a União Marista do Brasil imbuída pela missão institucional de atuar no campo da proteção, promoção e defesa de direitos de crianças, adolescentes e jovens, elaborou o projeto Migração: enfoque em crianças, adolescentes e jovens na Região fronteiriça da Amazônia.

O projeto tem como objetivo potencializar a atuação Marista na defesa e promoção dos direitos das crianças, adolescentes e jovens migrantes em vulnerabilidade; trabalhar com parcerias interinstitucionais, atuando em redes e coalizões estratégicas nacionais e internacionais, buscando sinergias e criando expertise no tema.

Para desenvolver este projeto em sinergia com os apelos de “Abandonar velhos paradigmas, buscar criativamente modelos alternativos para tornar visível o amor de Deus no mundo de hoje; Converter nossos corações e flexibilizar nossas estruturas, sem medo de assumir riscos, para aproximarmo-nos das periferias, em defesa dos mais pobres e vulneráveis; Abrir os olhos de nosso coração e escutar o pranto das crianças e jovens, especialmente daqueles sem voz e sem lar; Fugir de abordagens paternalistas e empoderar a quem não tem voz, e, Incrementar uma presença significativa entre as crianças e jovens nas margens do mundo” o Brasil Marista articula suas iniciativas com o apoio das instituições parceiras e unidades do Brasil Marista, como Avesol e Centro Marista de Defesa da Infância.

Boa Vista 1 Boa Vista 2 Boa Vista 3 Boa Vista 4 Boa Vista 5 Boa Vista 6 Boa Vista 7 Boa Vista 8